07 janeiro 2010

Não suportando a dor, enfiou uma faca no peito. O torpor impediu-lhe de sentir o tormento do ato e, depois de feito, ele apenas sentia o alívio que escorria em meio a seu sangue quente. O corte era profundo, rente ao coração que pulsava cada vez mais lentamente. Os olhos demoravam ao piscar, as mãos afrouxavam e o vazio ocupava a mente. Um suspiro, derradeiro. Um final, apenas. Ele não mais estava entre a gente.


Página 215, A morte fala mais alto.

9 comentários:

dadina disse...

por que as pessoas gostam tanto do tema "morte"?
você se dar bem com ela?
cuidado!

Mariah disse...

a morte é um instante apenas...mas nós passamos a vida toda a esperá-la!

Fe disse...

nossa. Adorei.
Mesmo sendo sobre a morte, ficou super lindo. ;)

bjaoo ;**

Jacque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jacque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jacque disse...

Uau! Que blog é esse? ADOREI! Esses textos são ótimos! Vim agradecer a visita da Dica e dizer que vocês todas escrevem muitoooo! Palavra de proefessora! Nossa, daqui não saio mais! Seguimo-nos!

Beijos meninas! Vocês são talentosíssimas!

Lari 22k disse...

UAU!11!! to rosa chiclete :o IAIOAHJAPOKA super chocante gatas, adorei o blog *-*

Auíri Au disse...

Será a morte o fim ou o começo?
Feliz 2010!!!

Flávia Diniz. disse...

Que forte!


Beijos.